Pictures of Lightning

Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

..zuando com o Portugues..

Não entendo a razão de certas regras do
nosso idioma, principalmente em relação
à ortografia, bem como sinais ortográficos.
Sendo assim, me baseio no que vejo como
'não muito convincente' . Antes de B e P..,
obrigatoriamente 'm', né? Campo, pomba,
tampa, câmbio, etc..Estranho, mesmo por-
que.., canpo, ponba, tanpa, cânbio, etc..,
além de poupar uma perna, em nada muda
o espírito da coisa. Prosseguindo.., indepen
dência, inflexível, infalível, etc..; OK o em-
prego do prefixo 'in' designando condição
inversa. Quanto a..: imbatível, impróprio,
impuro, etc.., por que não 'in'..também; já
que caracterizam significado idêntico ao an
terior? Agora.., imperador, imbecil, impeti-
go.., e possivelmente outros da mesma na-
tureza, penso ser lógico o uso 'm'.., mesmo
porque: perador, becil, petigo.., são termos
inexistentes, portanto não constituem opos-
tos. Outra coisa: Há necessidade de tantos
acentos.., p/ex..nas paroxítonas e proparo-
xítonas citadas? Como pronunciar: infálivel
ou infalivél.., inflêxivel ou inflexivél, etc..?..
Acho nossa gramática um tanto ortodoxa.
Aproveitando o gancho, veja o frances..:
L'élève..Não é muito molho pra pouco pei
xe?
________________________________
baboseiras:
Matemáticos..como Pitágoras, Descartes,
Tales, e outros.., não faziam a barba; sub-
traíam-na.....
________________________________
Por que jaca no alto e morango no chão?
________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário