Pictures of Lightning

Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

..sem título..

Um garoto, filho de colonos em uma Fazenda,
costumava entrar em propriedades alheias..pa-
ra apanhar frutas, caçar passarinhos com alça-
pões..e tal...Certo dia, já escurecendo, o meni
no não retornou. Os pais estranharam. No dia
seguinte, antes do sol raiar, o pai saiu à procu-
ra. Ao chegar na porteira, notou um saco de lo
na pendurado num mourão da cerca. Abriu-o..
A criança estava amordaçada e morta. Não co
municou o caso à Polícia..nem à esposa. Rapi-
damente o enterrou no interior da mata. Em se
guida passou a observar marcas dos pés pró-
ximas da porteira. Nas madrugadas seguintes,
sob pretexto de estar saindo para localizar o
filho, na verdade começara a checar caracte-
rísticas das pegadas..com as que se apresen-
tavam próximo às Chácaras e Sítios vizinhos.
Após comparações, concluiu que em um de-
les..as pegadas sobre o pó..mostravam-se co
muns, em tamanho e disposição. É sabido que
todo matuto conhece bem a bicharada.Levou
algum tempo..até que capturou uma coral.Ti-
rou-lhe o veneno, e da xícara passou-o a uma
seringa. Certa noite..dirigiu-se ao Sítio..muni-
do de uma barra de ferro. Transpos a cerca..
entrando pelos fundos. Chegando na porta do
rancho, arrombou-a e adentrou. O infeliz des-
pertou indefeso e tarde. Tomou um golpe na
cabeça; o suficiente para atordoar-se. Logo
foi amarrado e amordaçado.A agulha entrou-
na perna, e o veneno foi sendo injetado aos
poucos. Lenta e gradativamente até à morte,
a falta de ar foi lhe mostrando como a crian-
ça morreu.
---------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário